Sobre o STEAM

O STEAM Power for Girls é uma iniciativa piloto da Embaixada dos EUA, em parceria com o Instituto Gloria e vários apoiadores, que visa fortalecer as ações de formação de meninas cientistas, em meio ao desafio de empoderar meninas por meio de uma educação inovadora no novo contexto de trabalho do Século XXI.

Formar mulheres cientistas no país do futebol é a missão que une a embaixada dos Estados Unidos no Brasil a oito instituições brasileiras ao projeto Steam Power for Girls.

Como funciona?

Ao longo de 2020, o programa irá focar na formação de um grupo de 100 meninas de destaque selecionadas pelos Campi do Instituto Federal de Brasília (ensino público) espalhadas por 10 regiões administrativas do Distrito Federal, a saber: Ceilândia, Recanto das Emas, São Sebastião, Planaltina, Taguatinga, Samambaia, Gama, Riacho Fundo I, Estrutural e Brasília.  

Alunas do ensino médio, com idade entre 14 e 17 anos, terão três dias de imersão com cursos, oficinas e palestras relacionadas aos seguintes temas: liderança, empoderamento feminino, desenvolvimento de projetos, inteligência artificial, programação e games.

Programação

5, 6 e 7 de Março: Programação inicial com a participação das 100 meninas, seus professores/coordenadores, mentores, instrutores e parceiros do programa para a formação introdutória de ferramentas práticas e técnicas voltadas para a educação STEAM (sigla em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática).

Abril a Novembro: oficinas presenciais e online, cursos complementares para ajudar as meninas a aprofundarem o seu conhecimento para serem futuras cientistas, bem como desenvolverem o seu Plano de Ação voltado para soluções inovadoras de um problema em suas respectivas comunidades.

Dezembro: Apresentação dos projetos e avaliação/conclusão do programa de formação em um evento com a presença das meninas, seus professores, mentores, instrutores e parceiros deste Programa.

Quem faz acontecer?

O projeto idealizado pela Embaixada dos EUA conta com o apoio do Instituto Gloria, Qubo Tecnologia, Pyladies DF, Universidade de Brasília, Instituto Federal de Brasília, Casa Thomas Jefferson, Elas Pedem Vista e IBM.